Resenha: Something Worth Saving – Gavin DeGraw

Reprodução da capa do álbum (© RCA)

Reprodução da capa do álbum (© RCA)

Gavin DeGraw: taí um cara que sempre fez música bacana e relativamente leve e despretensiosa. Talvez por isso, nós compramos seus discos esperando apenas música que nos toque de alguma forma. Contudo, se na minha resenha de seu trabalho anterior, Make a Move (leia aqui), eu o elogiava pela evolução, nesta farei justamente o contrário. Porque nem toda evolução vai na direção certa, não é mesmo?

Não que eu esteja me imputando o direito de dizer a um artista consagrado qual a direção “certa” a seguir. Mas também não serei fã-niquito: Com uma roupagem excessivamente pop, Something Worth Saving é o mais fraco álbum de Gavin DeGraw até o momento. Ironicamente, seu título, que em português significa “Algo Digno de Ser Salvo”, parece uma descrição das boas faixas deste disco.

Sim, elas existem! Mas os sinais de “popização” já começam na abertura e single “She Sets the City on Fire”. “You Make My Heart Sing Louder” até faz você questionar esta resenha. Mas a realidade nos chama de volta de “Kite Like Girl” em diante. Quase me lembro dos momentos mais constrangedores do Bon Jovi… O lançamento está longe de ser um desastre, mas Gavin fica devendo para sua própria discografia pregressa.

Eu me empolguei com (e indico) “Harder to Believe”, “How Lucky Can a Man Get”, “New Love”, “Annalee” e a faixa título, que serve de encerramento. O resto é por conta e risco de cada um.

A mudança relativamente brusca de direcionamento musical pode pegar fãs acostumados com cinco álbuns razoavelmente coesos de surpresa – para o bem ou para o mal. Este aqui traz um pop fácil e um piano por vezes relegado a um papel diminuto – e é aí que reside a fraqueza desta obra. Culpo em parte o exército de produtores que foram chamados para atuar no álbum. A cozinha gerou faixas boas? Sim! Mas o resultado final é uma salada de influências desconexas…

Nota = 2/5. Talvez um resíduo industrial resultando de um artista em constante evolução, Something Worth Saving é o último álbum que eu indicaria a alguém que quer conhecer melhor este simpático pianista-vocalista. Sigo confiante de que seus próximos trabalhos serão bons, como costumavam ser.

Abaixo, o vídeo de “She Sets the City on Fire”:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s