Resenha: Andi Deris mostra criatividade e agressividade em novo disco solo

Breve histórico: Andi Deris é, desde 1993, o vocalista do legendário quinteto alemão de power metal Helloween, para deleite de alguns e desgosto de outros, especialmente os viúvos do vocalista anterior Michael Kiske – conhecidos como “kisketes”. Enfim, em 2013, o cantor se juntou a jovens músicos (entre 18 e 22 anos de idade) e criou sua banda solo, chamada The Bad Bankers.

Reprodução da capa do álbum (© earMUSIC)

Reprodução da capa do álbum (© earMUSIC)

Desde 1999, Andi não investia em nenhum trabalho solo. Em 2013, logo após lançar Straight Out of Hell (resenhado neste blog) com o Helloween, anunciou que inciaria um projeto solo. Para concretizá-lo, formou um grupo com os músicos Nico Martin (guitarras), Jezoar Marrero (baixo) e Nasim López-Palacios (bateria). No álbum de estreia do quarteto, batizado como Million-Dollar Haircuts on Ten-Cent Heads, Andi não se limita a cantar e ataca de segundo guitarrista.

Como o nome da banda sugere, o álbum tem como tema principal a ganância e a corrupção dos bancos e seus banqueiros. E Andi não economiza palavras para depreciar seus alvos. Em entrevista à RockNLive, ele já havia deixado claro suas intenções: “Obviamente nós não gostamos de nada que gire em torno de bancos, gerentes e banqueiros que são claramente responsáveis pela merda que ocorre atualmente […], então, foi muito bom dizer a eles vocalmente o que nós pensamos deles. Claro, por causa disso [o álbum] é altamente explícito, mas… quem se importa? É isso o que eles merecem…”

E o álbum fez jus à ira de Andi. A abertura “Cock” é, literalmente, curta e grossa. A sequência “Will We Ever Change” é bem mais leve, o que daria um bom single comercial. A brutalidade volta em “Banker’s Delight (Dead or Alive)”, talvez a faixa mais representativa do álbum. Aqui, Andi dá voz a um banqueiro inescrupuloso que fará de tudo para extorquir seus clientes, independentemente da situação deles.

“Blind” fica mais próxima do hard rock, e talvez por isso tenha sido a primeira faixa divulgada na íntegra. “Don’t Listen to the Radio (TWOTW)” tem uma pegada mais punk. Sua versão demo, lançada na edição especial, é mais crua e soa menos poderosa. “Who Am I”, a mais longa, é meio progressiva. Na maior parte, é lenta, mas o solo acelera um pouco as coisas, deixando-a bem interessante.

Em “Must Be Dreaming”, Andi faz uma espécie de cover de si mesmo. A faixa havia sido lançada anteriormente com a banda brasileira Scelerata, em 2012. Ela foi escrita pelo próprio Andi, e ganha esta versão retrabalhada com os The Bad Bankers, além de uma versão demo não muito diferente incluída nas faixas bônus da edição limitada.

No restante do álbum, não há nada que demande comentários muito elaborados. “EnAmoria” também teve sua versão demo incluída na edição especial, mesmo que a ela não traga nada de muito relevante à música. “I Sing Myself Away”, o encerramento da edição regular, é acústica e leve, provendo um “respiro” para quem teve acesso às faixas bônus.

Além das versões demos já mencionadas acima, a edição limitada do disco contém também duas faixas não lançadas: a cativante “Behind Dead Eyes” e a serena “Little Lies”. As duas poderiam facilmente ter substituído algumas das faixas que “sobraram” na segunda metade do álbum – ambas acrescentam mais musicalmente do que “The Last Days of Raining”, por exemplo.

Após ouvir o disco, conclui-se que Andi é um artista perfeitamente capaz de seguir o próprio caminho, o que deixará os fãs tranquilos caso ele um dia saia do Helloween. Além disso, fica claro que os jovens músicos que ele contratou têm talento e prometem, especialmente o guitarrista Nico Martin, que apresentou riffs matadores e marcantes ao longo do disco.

Nota = 8,0. Um projeto que estreou com firmeza. O fã do Helloween não deve esperar nada que soe próximo do quinteto alemão, mas sim algo pessoal e bastante particular do vocalista Andi Deris, que mostra aqui muita criatividade e capacidade musical.

Abaixo, a faixa “Blind”:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s