Resenha: Dir en grey mostra com “Dum Spiro Spero” que está melhor do que nunca

Breve histórico: Dir en grey é um dos grupos japoneses de rock/metal mais bem sucedidos fora do Japão, tendo feito turnês nos EUA, na Europa e na América do Sul. Desde 1997, quando começaram, mantêm a mesma formação: Kyo nos vocais, Kaoru e Die nas guitarras, Shinya na bateria e Toshiya no baixo. No início, eram um grupo Visual Kei, mas hoje se vestem de maneira menos chamativa. Seu som também sofreu mudanças: foi ficando claramente mais pesado com o tempo. Já fizeram álbuns tão diversos e sua música é tão peculiar que classificá-los como algo menos genérico do que rock/metal é uma tarefa virtualmente impossível.

Reprodução da capa do álbum (© Firewall Div.)

Para o ouvido destreinado, o Dir en grey contemporâneo pode parecer apenas uma banda de metal extremo que faz músicas cheias de gritos e riffs pesadíssimos de guitarra. Contudo, um pouco de atenção ao ouvir o som do grupo logo desconstrói esta imagem falha. O Dir en grey é sim uma banda pesada, Kyo de fato grita bastante, mas mesmo assim, a primeira palavra que vem à cabeça ao se ouvir os dois últimos álbuns deles (este e o Uroboros) é “maturidade”. O antepenúltimo álbum, The Marrow of a Bone, também era pesado, mas nem tão maduro quando seus sucessores. E o que vem a ser um som “maduro”? É só ouvir Dum Spiro Spero (“Enquanto respiro, eu espero” em latim) para descobrir, embora seja preciso conhecer a discografia da banda para absorver e compreender a evolução musical pela qual eles passaram.

Seguindo a fórmula do álbum anterior, o disco abre com uma faixa instrumental (se não considerarmos as exclamações ouvidas ao fundo) e curta, “Kyoukotsu No Nari”, seguida pela misteriosa “The Blossoming Beelzebub”. Lenta, sombria e marcada por toques de órgão e gritos agoniados de Kyo, é um prelúdio do que está por vir. O single “Different Sense” vem em terceiro, e é uma amostra da combinação vocais limpos + gritos agudos que Kyo vem utilizando para caracterizar o som da banda.

“”Yokusou Ni Dreambox” Aruiwa Seijuku No Rinen To Tsumetai Ame” e “Juuyoku” combinam todos os elementos das faixas anteriores com mais velocidade. É aí que Dum Spiro Spero começa a mostrar mais energia. “Shitataru Mourou” e o single “Lotus” desaceleraram um pouco o ritmo e preparam o terreno para “Diabolos”, a mais longa do álbum, e certamente uma das melhores, tão boa que pode até competir com a também longa “Vinushka”, do Uroboros.

“Akatsuki” é um respiro separando “Diabolos” da rápida “Decayed Crow”, marcada por sons peculiares, meio eletrônicos, das guitarras de Kaoru e Die. E quando tudo indica que o álbum será todo gritos e riffs agressivos, eis que aparece “Vanitas”, que pode ser considerada uma balada perto das outras faixas. Kyo canta com uma emoção que chega a arrepiar. Para fechar a obra, “Ruten No Tou”, que não traz nada de muito especial, mas termina com eficiência um dos melhores discos que a banda já fez.

Há ainda duas faixas bônus: uma regravação de “Rasetsukoku”, lançada em 2000 no álbum Macabre; e uma versão sinfônica de “Amon”, que adiciona elementos orquestrais à faixa. Ambas valem muito a pena serem ouvidas.

Nota = 9,0. Se alguém tinha dúvidas quanto ao Dir en grey conseguir ou não fazer algo próximo do Uroboros, a resposta está aí, e é definitivamente sim, eles podem. Cada um dos membros se superou: Kyo está cantando (e berrando) mais do que nunca. Kaoru, Die e Toshiya estão mais criativos do que nunca. Shinya está mais técnico do que nunca. A banda está melhor do que nunca. É preciso ouvir algumas faixas mais de uma vez para absorver toda a musicalidade trazida pelo quinteto.

Abaixo, a faixa “Decayed Crow”, uma das melhores do álbum:

Anúncios

3 Respostas para “Resenha: Dir en grey mostra com “Dum Spiro Spero” que está melhor do que nunca

  1. Pingback: Resenha: Arche – Dir en grey | Sinfonia de Ideias

  2. Resumiu bem a grande ´´obra de arte“ que o Dir realizou….pra mim trata-se do disco do ano.

    Ainda bem que teremos a oportunidade de ver a banda em sua melhor fase ao vivo aqui em São Paulo!!!

    Abrs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s