O rock não morreu – feliz 13 de julho! \m/

13 de julho. Dia Mundial do Rock. Um dia que comemoro hoje e nos outros 364 dias do ano quando ligo meu mp3 player ou meu computador e deixo minha respeitável biblioteca musical tocar. Uma data que me é lembrada diariamente por um pôster convenientemente colado na parede atrás da minha cama. A imagem traz logos de várias bandas colados na capa de uma guitarra. A presença de algumas bandas é discutível, enquanto que a de outras é obrigatória: Aerosmith, Pink Floyd, Beatles, etc.

Muitos afirmam que o rock morreu. Um antigo professor meu dizia que o show do AC/DC no Brasil em 2009 foi o fim do rock ‘n’ roll para ele. Well, well…eu discordo. E este post veio para mostrar o porquê. Eu nem vou entrar no mérito das bandas antigas ainda ativas, como AC/DC, Rolling Stones, Bon Jovi, Titãs e outras, estejam elas ainda produzindo música de qualidade ou não. Falarei de bandas recentes (fundadas no século 21) e meus argumentos virão em forma de vídeos:

O primeiro é o clipe do single “Oh Yeah”, da banda Chickenfoot, um grupo que conta com ninguém mais, ninguém menos que Sammy Hagar (ex-Van Halen) nos vocais, Joe Satriani na guitarra, Michael Anthony (ex-Van Halen) no baixo e Chad Smith (Red Hot Chili Peppers) na bateria.

O segundo vídeo é do grupo australiano Airbourne. Se depender destes rapazes, o rock ‘n’ roll AC/DCdiano não morrerá tão cedo. Sabe aquele hard rock sem frescuras, com muita cerveja e mulher? Pois é.

O terceiro vídeo sai um pouco do rock tradicional e entra no universo do indie/alternativo. Quem nunca ouviu falar de Franz Ferdinand?

E, para finalizar, mais um pouquinho de indie/alternativo, para que ninguém reclame que o meu blog só fala de metal e hard rock.

“Mas Victor….você esqueceu do Brasil!!” Não, caro leitor, eu não “esqueci” do Brasil. Eu apenas desconheço bandas brasileiras novas (e boas) de rock. Tudo o que vejo (ou melhor, ouço) são lixos compatíveis com a nossa mídia que fazem músicas pobres com letras risíveis. E que infelizmente são copiados e adotados como inspiração por grupos que ainda almejam o sucesso. Se você conhece alguma banda nacional nova E BOA de rock, deixe aqui nos comentários e ajude a divulgá-la.

“Mas Victor, e o metal??” Bom, eu considero o heavy metal algo grande e abrangente demais para ser comemorado com na mesma data que o rock, mesmo um sendo a derivação do outro. Então eu deixarei um post desse tipo dedicado ao metal para alguma data comemorativa…como o 11/11/11, que será comemorado como o dia nacional do metal nos EUA.

Ao som de Godley & Creme.

Anúncios

4 Respostas para “O rock não morreu – feliz 13 de julho! \m/

  1. Pingback: Dez combinações vocais que deram muito certo no rock/metal | Sinfonia de Ideias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s