Wikipédia completa 10 anos hoje!

Tá vendo aquelas pecinhas faltando no topo da esfera? Crie uma conta e complete-as!

A Wikipédia, uma das páginas da web mais acessadas do mundo, completa uma década de existência hoje. Lançada por Jimmy Wales em 15 de Janeiro de 2001, o projeto hoje existe em 278 idiomas (inclusive idiomas extintos, artificiais ou falados em tribos isoladas), conta com mais de 17,6 milhões de artigos, 27 milhões de usuários e quase 2 milhões de imagens. Se a Wikipédia fosse uma cidade, seria a mais populosa do mundo. Se fosse uma região metropolitana, seria a segunda maior. Se fosse um país, seria o 47º em número de habitantes.

Fico feliz por ter contribuído para isso com algumas centenas de artigos e imagens, e também por ser um destes 27 milhões. A Wikipédia já foi minha companheira em madrugadas solitárias de sábado. Já me fez descobrir coisas que eu nem imaginava. Já perdi a conta de quantas brigas já arrumei lá dentro por solicitar a eliminação de alguma página, ou por encher um artigo de avisos de problemas de fontes, gramática, organização, etc. Confesso que é divertido ver um novato esperneando porque eu mandei apagar o maravilhoso artigo que ele escreveu para a gloriosa banda Abelhas Abelhudas, que conquistou o 4º lugar na 2ª divisão do XVII Concurso de Novos Talentos da Vila Guilhermina. Também rio daqueles que tem a cara-de-pau de criar um artigo escrito “Little Billy is my brother and he’s pretty cool, LoLz” e ainda ficam bravos por ele ser eliminado.

Eu também já tive artigos meus apagados. É normal, faz parte do aprendizado. É tão normal quanto deixar o carro morrer quando se dirige pela primeira vez, ou deixar o bolo murchar na primeira vez que se tenta prepará-lo. O que importa na hora de se ter um trabalho eliminado é a cordialidade da pessoa que sugere a eliminação. Normalmente, o pedido de eliminação vem acompanhado de uma viso frio mas instrutivo para o autor da página. Ou não, o usuário pode ter a infelicidade de se deparar com uma administrador que deleta o seu artigo dando como justificativa duas palavras: “complete bullshit” (baboseira total, em tradução livre), como já aconteceu comigo.

O que mais impressiona na enciclopédia virtual é a organização. Na versão em inglês, pelo menos, há várias regras bem definidas para nortear o conteúdo dos artigos e os procedimentos a serem tomados em determinadas situações. Mesmo assim, há margem para discussões, tal como há margem para debates em julgamentos aqui no mundo real. Os dois advogados se baseiam na lei, mas só um leva a causa com seu cliente. Na Wiki também é assim, com a diferença de que cada um é seu próprio advogado e as decisões são tomadas por consenso, e não por voto ou palavra final de alguém. Não há hierarquia rígida, apenas usuários com mais atribuições que outros. Mas nenhum deles tem mais poder real que os demais. Tanto é que até um artigo escrito por ninguém mais ninguém menos que Jimbo Wales, fundador do projeto, já foi proposto para eliminação duas vezes. Sim, o queridinho da Wikipédia também possui uma conta igual às contas dos reles mortais como eu.

O senhor Jimbo Wales, que também atende por Jimmy Wales, disse uma vez: “Imagine a world in which every single person on the planet is given free access to the sum of all human knowledge. That’s what we’re doing.” (“Imagine um mundo em que cada pessoa no planeta tem acesso livre à soma de todo o conhecimento humano. É isso o que estamos fazendo.”, em tradução livre) O dia-a-dia da Wikipédia nada mais é do que a eterna tentativa de realização deste sonho, sonho este que nunca se concretizará por completo, mas teve no projeto o maior esforço já visto para trazê-lo à realidade.

Como complemento, sugiro a leitura do artigo “Erradicando a fome de conhecimento“, escrito por Alexandre Hannud Abdo e Névio Carlos de Alarcão e publicado na Folha de S.Paulo de sexta-feira, dia 14/01.

Nota: uma versão levemente modificada deste texto foi publicada no Site da Granja. Clique aqui para conferir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s